.
 
 
Santa Casa alerta para os cuidados com a saúde do homem
 
Notícias
 
     
   

Tamanho da fonte:


13/11/2017

Santa Casa alerta para os cuidados com a saúde do homem

Durante o Novembro Azul, o objetivo é desmistificar velhos preconceitos dos homens para que estes estabeleçam rotinas de consultas e exames, além de hábitos saudáveis

Rotineiramente, os velhos preconceitos masculinos relacionados à sua saúde são a causa do diagnóstico tardio de muitas doenças. Com o objetivo de orientar para desmistificar este tipo de comportamento, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, por meio do Hospital Santa Clara – unidade geral de adultos e materno infantil – alerta durante este Novembro Azul para que homens de todas as idades pratiquem hábitos saudáveis e estabeleçam uma rotina de consultas e exames.

A campanha da instituição, que adere ao movimento com o slogan “Homem que se previne é outra coisa”, traz à tona pensamentos do tipo “só vou ao médico se a patroa mandar”, “só fui porque um amigo adoeceu. Fiquei com medo”, “sei que nunca vou ficar doente. Sou muito forte”, e outros tantos utilizados como desculpas por homens de todo o país. As estatísticas provocadas por isso são alarmantes. No Brasil, segundos dados do IBGE, homens vivem menos que as mulheres, em média 7,2 anos, com uma expectativa de vida que chegou a 71,9 anos em 2015.

Causas externas também ajudam a aumentar essa diferença, como mortes devido a agressão por meio de disparo de outra arma de fogo ou de arma não especificada, representando a primeira causa de mortalidade masculina na faixa etária de 20 a 59 anos, em 2014. No entanto, entre as doenças que mais afetam os homens (ex.: doenças do aparelho circulatório, neoplasias, doenças do aparelho digestivo, doenças infecciosas e parasitárias, como o HIV, e doenças respiratórias), os óbitos são mais frequentes entre o sexo masculino*.

“Isso muito reflete sobre como os homens ainda relaxam no cuidado com a saúde em geral. Originalmente, o Novembro Azul visa orientar a população masculina sobre o câncer de próstata, mas achamos fundamental que os cuidados sejam mais amplos e frequentes”, destaca o médico Eduardo Mastalir, membro do Serviço de Urologia da Santa Casa. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata, segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, é considerado um tumor da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostram que 20% dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados da doença, o que faz com a taxa de mortalidade chegue a 25% dos pacientes.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DOENÇAS DOS HOMENS?
- Doenças do aparelho circulatório, como infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca; câncer (principalmente câncer de pele não melanoma e de próstata); doenças respiratórias; doenças do aparelho digestivo e algumas doenças infecciosas e parasitárias.

ALGUMAS ATITUDES PROTEGEM O HOMEM CONTRA AS DOENÇAS, TAIS COMO:
- Atividade física: fazer atividade física regularmente (cinco dias da semana, 30 minutos por dia ou duas sessões de 15 minutos, por exemplo) diminui o risco de adoecer. Mesmo ações simples como caminhar ou subir escadas ajudam;

- Alimentação: Os hábitos alimentares são fundamentais para manter a saúde e para controlar o peso corporal. Alimentar-se corretamente favorece a perda de peso e a sua manutenção, de forma segura e saudável. A adoção de uma dieta saudável colabora com a prevenção de doenças.

FATORES DE RISCO:
- Tabagismo: fumar é a principal causa prevenível de câncer, além de causar doenças do coração e do pulmão. Nenhuma quantidade de tabaco é segura;

- Consumo excessivo de bebida alcoólica: homens que ingerem bebidas alcoólicas regularmente aumentam o seu risco de adoecer. Pelo menos 25 doenças crônicas estão relacionadas diretamente ao consumo de álcool;

- Exposição solar: os raios UVA e UVB emitidos pelo sol também fazem mal para a pele do homem. São os principais responsáveis pelas modificações que levam ao câncer de pele. Usar protetor solar, evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h e, quando possível, se resguardar com o uso de óculos, chapéus e bonés é fundamental;

- Sexo seguro: O uso do preservativo (camisinha) nas relações sexuais previne infecções por HIV, HPV e do vírus da hepatite B e C.

SUGESTÕES DE FONTE:
- Dr. Mirandolino Mariano
Chefe do Serviço de Urologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Atua nas áreas de urologia, laparoscopia, videolaparoscopia urológica, cirurgia vídeolaparoscópica e transplantes. Criador do procedimento Prostatectomia Simples Videolaparoscópica com Controle Vascular, é especialista em cirurgia robótica pela Intuitive (EUA). Possui extensa produção científica com inúmeros prêmios no Brasil e exterior.

- Dr. Ernani Rhoden
Membro do Serviço de Urologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e professor em Urologia e de pós-graduação em Ciências Médicas na UFCSPA. Delegado da Sociedade Brasileira de Urologia Seccional Rio Grande do Sul (SBU-RS). Membro do Conselho Editorial do International Brazilian Journal of Urology. Líder do Grupo de Pesquisa em Urologia reconhecido pela UFCSPA, atuando principalmente nos seguintes temas: câncer de próstata, infertilidade, disfunções sexuais, estresse oxidativo, isquemia e reperfusão renal, terapia de reposição hormonal masculina, oncologia urológica e saúde masculina.

- Dr. Eduardo Mastalir
Membro do Serviço de Urologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Graduação em Medicina com residência médica em cirurgia geral e urologia, pela UFCSPA. É doutor em Medicina pelo Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul. Atua nos seguintes temas: urologia com ênfase em endourologia e litíase urinária.

*Fonte: MS/SVS/CGIAE - Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM 


Autor: Tiago Vasques
Fonte: CDN

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602