.
 
 
O sofrimento psíquico da criança e do adolescente na América Latina
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


18/11/2017

O sofrimento psíquico da criança e do adolescente na América Latina

Especialistas discutem cenários e possibilidades da psicanálise em interface com a comunidade e a cultura

“A vulnerabilidade da criança e do adolescente no ambiente sociocultural da América Latina” é o tema do I Encontro Inter-Regional de Psicanálise de Crianças e Adolescentes e Comunidade e Cultura - Fepal, que acontece no Rio de Janeiro, de 30 de novembro a 2 de dezembro. Promovido pela Federação Psicanalítica da América Latina (Fepal) e pela Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ), o encontro contará com apresentações de psicanalistas argentinos, brasileiros, mexicanos e uruguaios.

A partir da apresentação de trabalhos psicanalíticos clínicos e teóricos, o objetivo é trazer para discussão as vicissitudes técnicas no campo analítico com crianças e adolescentes, a questão da medicalização na infância e na adolescência, as formas "disfarçadas" de violência e humilhação à criança, o desamparo psíquico, e discussão de casos clínicos.

Segundo a psicanalista Ana Sabrosa, diretora do Conselho Científico da SBPRJ, através do tema proposto para este Encontro Inter-Regional - FEPAL, pretende-se abrir um espaço de reflexão para questões que tangenciam a vulnerabilidade das crianças e adolescentes na América Latina. “A indiferença diante da morte, a fragilidade dos laços humanos, o sentimento de insegurança, a precariedade encontrada na educação e na saúde, são alguns pontos cruciais que precisamos enfrentar em nosso meio. O estado de carência e miséria social levam à exclusão e à marginalidade dos adolescentes, e mesmo das crianças, implicando numa perda de horizonte e de futuro”, comenta.

A mesa de abertura do encontro, no dia 30/11, terá participação de Roosevelt Cassorla, psicanalista da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo e professor colaborador do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. Ele recebeu recentemente o Prêmio Sigourney Award, o maior prêmio internacional de psicanálise – o equivalente ao Prêmio Nobel de outras áreas. O tema da sua palestra “A mentira na sociedade atual e no campo analítico”. Ele também fará palestra sobre questões relativas à psicanalise com crianças e adolescentes e será um dos comentadores de caso clínico.

Também na mesa de abertura, estará Marcelo Viñar, psicanalista da Associação Psicanalítica do Uruguai, ex-professor do Departamento de Educação Médica da Faculdade de Medicina UDELAR e coordenador de grupos de investigação sobre adolescência e marginalidade, com o tema “Na fronteira do psíquico e do social, esboços para pensar a construção e a destruição da humanidade do ser humano”.

No segundo dia do encontro (1/12), estão programadas quatro mesas com palestras e debates sobre racismo, sofrimento psíquico em crianças e adolescentes, vulnerabilidade e viabilidade na cultura, desamparo e vulnerabilidades psíquicas, infância e aspectos perversos do desenvolvimento psíquico, medicalização da infância, possibilidades e aspectos técnicos da psicanálise com crianças e adolescentes. No terceiro e último dia do encontro, serão apresentados relatos de experiências de empreendedorismo social e inovação na Comunidade Cantagalo-Pavão-Pavãozinho (RJ) e de trabalho com professores e diretores de escolas municipais no RJ, além de discussão de caso clínico, com comentários de Alejandro Beltrán Guerrero, Marcelo Vinãr e Roosevelt Cassorla.

O encontro é voltado para estudantes e profissionais de Psicanálise, Psicologia e Medicina. A programação completa está a seguir. Outras informações e inscrições: www.sbprj.org.br / tel.: +55 21 2537.1115 / 2537.1333 / tesourariasbprj@sbprj.org.br

Programação completa:

> DIA 30 DE NOVEMBRO – Quinta-feira

20h - Entrega de credenciais.

20h30 - Abertura: Wania Maria Coelho Ferreira Cidade, Presidente Sociedade Brasileira de Psicanálise do RJ (SBPRJ); Mônica Santolalla, Diretora de Psicanálise de Crianças e Adolescentes FEPAL, Associação Psicanalítica de Córdoba; Jani Santamaría, Diretora de Comunidade e Cultura FEPAL, Associação Psicanalítica Mexicana.

21h - Na fronteira do psíquico e do social, esboços para pensar a construção e a destruição da humanidade do ser humano. Marcelo Viñar, Associação Psicanalítica do Uruguai. A mentira na sociedade atual e no campo analítico. Roosevelt Cassorla, Sociedade Brasileira de Psicanálise de SP. Coordenação: Ana Sabrosa, Diretora do Conselho Científico SBPRJ.

> DIA 1º DE DEZEMBRO - Sexta-feira

9h30 - Racismo, sofrimento psíquico e resistências em crianças e adolescentes. Maria Helena Zamora, Professora Doutora do Programa de Pós-graduação em Psicologia da PUC-Rio, Membro do Centro de Defesa de Direitos da Criança (CEDECA-RJ). Vulnerabilidade e vitalidade na cultura : desafios e/ou mal-estares. Jani Santamaría, FEPAL / APM. Coordenação: Fernanda Marinho, Diretora do Instituto da SBPRJ.

11h - Desamparo e vulnerabilidades psíquicas: recortes. Cristina Luce, SBPRJ. Infância e aspectos perversos no desenvolvimento emocional. Rosely Lerner, SPRJ / SBPRJ. Coordenação: Maria da Conceição Davidovich, Secretária do Depto. de Formação de Psicanálise de Crianças e Adolescentes SBPRJ.

12h30 – 14h15 Intervalo para almoço.

14h15 - Revolução digital e modernidade líquida na consulta psicanalítica. Marcelo Viñar / APU. Vulnerabilidade das crianças frente à patologização e medicalização da infância. Mônica Santolalla, FEPAL/ APC. Coordenação: Jani Santamaria, FEPAL / APM e Marcela Ouro Preto, SBPRJ.

15h45 - Intervalo para café.

16h30 - É (im)possível o trabalho psicanalítico com adolescentes? Alejandro Beltrán Guerrero, Sociedade Psicanalítica do México. Os analistas de Narciso e Édipo: vicissitudes técnicas no campo analítico com crianças e adolescentes. Roosevelt Cassorla, SBPSP. Coordenação: Wania Cidade, SBPRJ.

> DIA 2 DE DEZEMBRO – Sábado

9h30 - Empreendedorismo social e inovação na Comunidade Cantagalo-Pavão-Pavãozinho. Francisco B. Araujo, Coordenador do Projeto Inovação, Educação & Oportunidade do Viva Rio, Doutor em História das Ciências e das Técnicas & Epistemologia COPPE-UFRJ. Quando a dor e a frustração tornam-se intoleráveis: uma realidade dos professores e diretores das escolas municipais no RJ. Sonia Verjosky, SBPRJ. Coordenação: Maria Teresa Lopes, SBPRJ.

11h - Intervalo para café.

11h30 - Discussão de Caso Clínico. Apresentadora: Haydée Piña Rodrigues, SBPRJ. Comentadores: Alejandro Beltrán Guerrero, Marcelo Vinãr e Roosevelt Cassorla. Coordenação: Mônica Aguiar, Secretária do Conselho Científico da SBPRJ.

13h - Encerramento.

Serviço


“A vulnerabilidade da criança e do adolescente no ambiente sociocultural da América Latina”
30/11 a 02/12 de 2017
Local: Rua David Campista, 80 – Humaitá. (Sede da SBPRJ)
Informações e inscrições: www.sbprj.org.br / tel.: +55 21 2537.1115 / 2537.1333 / tesourariasbprj@sbprj.org.br
Candidatos FEBRAPSI e Estudantes Universitários- R$150,00 até dia 21/11 e R$170,00 após esta data
Membros FEBRAPSI- R$170,00 até dia 21/11 e R$ 190,00 após esta data
Profissionais- público externo- R$190,00 até 21/11 e R$ 210,00 após esta data


Autor: Donato de Almeida
Fonte: PACTO

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602