.
 
 
Diretrizes clínico-assistenciais são apresentadas no 10º Seminário PROADI-SUS
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


15/04/2019

Diretrizes clínico-assistenciais são apresentadas no 10º Seminário PROADI-SUS

Evento tratou dos rumos para qualificar as práticas dos profissionais de saúde e gestores

O Hospital Moinhos de Vento promoveu nesta quarta-feira (10), o 10º Seminário PROADI-SUS. O objetivo dos encontros é compartilhar informações sobre as iniciativas desenvolvidas em parceria com o Ministério da Saúde, dentro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS). Nesta edição, foi apresentado o projeto “ Desenvolvimento de Diretrizes Clínico-Assistenciais para o SUS”

Visando nortear melhores práticas aos profissionais de saúde e gestores, o grupo de estudiosos gerou, através de reuniões com especialistas, recomendações para qualificar a prática clínica. Além disso, ocorreram workshops e seminários que capacitaram, desde 2016, cerca de 150 profissionais envolvidos na temática.

As diretrizes desenvolvidas pelo projeto seguem os padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde e agências internacionais como a Organização Mundial da Saúde. Elas priorizam uma metodologia transparente e que se baseia em evidência científica considerando critérios de eficácia, segurança, efetividade e custo-efetividade das tecnologias recomendadas.

O projeto, no primeiro triênio, desenvolveu quatro diretrizes para o Ministério da Saúde sobre doença de Chagas, insuficiência cardíaca crônica, diabetes mellitus tipo 2 e artrite reumatoide. Para o período 2018-2020, o destaque é a colaboração na produção de novas diretrizes em um processo de tutoria com outros grupos brasileiros.

Segundo a líder do projeto na instituição, Verônica Colpani, o período oportunizou um intercâmbio de informações. “Contamos nos últimos três anos com palestrantes nacionais e internacionais como pesquisadores da McMaster University (Canadá), Grade Working Group, Evidence Prime, European Comission, American University of Beirut (Líbano), Pontificia Universidad Católica de Chile (Chile), Evaluación de Tecnologías Sanitarias del IECS e Università Cattolica del Sacro Cuore”.

Verônica ressalta que o projeto traz um legado importante, pois padroniza a assistência à saúde a nível nacional, fornecendo documentos que proporcionam melhores cuidados à população, associado à melhor alocação de recursos. “Um bom exemplo foi a diretriz de insuficiência cardíaca, em que levamos a proposta de incorporar o exame diagnóstico BNP como opção de teste, com o objetivo de diminuir a demanda de ecocardiografia ou delimitar quem precisaria de ecocardiograma, liberando-o para casos com maior necessidade”, destaca. 


Autor: Julian de Souza
Fonte: Critério

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602