.
 
 
Com uma prevalência de uma criança em cada 59, o Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um dos temas
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


26/04/2019

Com uma prevalência de uma criança em cada 59, o Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um dos temas

Linhas de estudos desenvolvidas pelo projeto foram apresentadas em evento na quarta-feira

O Hospital Moinhos de Vento promoveu nesta quarta-feira (24), o 11º Seminário PROADI-SUS. Na ocasião, foram apresentadas as linhas de pesquisa em avaliação de tecnologias em saúde (ATS). O objetivo do encontro é compartilhar informações sobre as iniciativas elaboradas em parceria com o Ministério da Saúde, dentro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS).

A ATS tem a missão de analisar o funcionamento de novos medicamentos e equipamentos de última geração, além de todos os meios utilizados para promover saúde, prevenir e tratar doenças, e melhorar a reabilitação. São observadas a efetividade, disponibilidade, segurança e custos das novas tecnologias.

A doutora em psiquiatra e pesquisadora do projeto, Ana Flávia Barros, destaca que no triênio (2018-2020) entre os produtos desenvolvidos estão revisões, estudos e elaboração de documentos. “Estamos trabalhando com objetos para trazer o melhor custo-benefício, pensando também na qualidade de vida, valores e preferências dos pacientes”, explica Ana Flávia.

Em atividade desde 2015, o projeto tem priorizado as avaliações de microcusteio das inovações em saúde. Nesse triênio, tem trabalhado nas intervenções de prótese no quadril e uso de alteplase, uma enzima que ajuda na dissolução de coágulos sanguíneos. Ainda, realiza o mesmo processo com projetos de Transplante de Medula Óssea (TMO).

Até o momento foram produzidos 12 relatórios para a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec). 280 pessoas foram capacitadas em ATS nas três oficinas, dois eventos e dois workshops organizados.

Está previsto para até 2020 a ampliação do manual de ATS, com geração de um capítulo sobre avaliação de dispositivos de saúde e a introdução de novas metodologias de testes e posicionamentos das tecnologias, como análise de multi-critério (MCDA). Há projeção para o desenvolvimento de um aplicativo para verificar os custos, através da construção de um banco de dados nacional. 


Autor: Julian de Souza
Fonte: Critério

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602