.
 
 
Grupo Corpo grava vídeo de alerta para a principal causa de morte entre as mulheres no Brasil
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


08/10/2019

Grupo Corpo grava vídeo de alerta para a principal causa de morte entre as mulheres no Brasil

Nova campanha da Sociedade Brasileira de Cardiologia

A cada 11 minutos, uma mulher morre no Brasil em consequência do infarto e uma em cada três mulheres morre de doença cardiovascular no país, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC. Já o Acidente Vascular Cerebral faz uma vítima a cada 10 minutos. A entidade acaba de lançar uma campanha que une a arte e a saúde para passar uma importante mensagem de alerta para que as mulheres cuidem melhor de seus corações.

“Muitas vezes as mulheres negligenciam a própria saúde para dar mais atenção aos filhos, ao marido, ao trabalho, aos pais, enfim, para cuidar do outro e se esquecem delas mesmas”, destaca o presidente da SBC, Oscar Dutra. E os números levantados pela SBC são reveladores: foram 170.896 mortes femininas por doença cardiovascular, em 2017, sendo 50.269 por AVCs e 47.840 por infartos, as duas principais. A estimativa da Sociedade Brasileira de Cardiologia é que esse número global chegue a 200 mil mortes, em 2019, segundo projeções do Cardiômetro.

A presidente do Departamento de Cardiologia da Mulher da SBC, Marildes Luiza Castro, conta que as campanhas promovidas anteriormente ficavam focadas somente no Dia Internacional da Mulher. “Decidimos que seria preciso ter uma ação constante e que deveríamos envolver a arte como forma de amplificar a mensagem para chegar a mais mulheres”, lembra. Os integrantes do Grupo Corpo e da agência TM1 encenaram e produziram, gratuitamente, a ‘peça publicitária humanitária’, como está sendo definida, já que não vende qualquer produto, apenas promove saúde. O filme será exibido nas mídias sociais da entidade e nas campanhas de rua que a SBC promove. “Estamos fazendo contato com as emissoras de TV para exibição em rede nacional de forma gratuita também, assim como fizeram o Grupo Corpo e a TM1”, conta Marildes.

A campanha “Cuide do Seu Coração” tem a bailarina Mariana do Rosário encenando o pulsar de um coração com mensagens de alerta sendo passadas em pouco mais de um minuto. A idealização é do coreógrafo do Grupo Corpo, Rodrigo Pederneiras, com imagens captadas por Janaína Patrocínio No final, rápidas mensagens orientam como as mulheres podem proteger o coração para ter uma vida mais longa. “Cuide da sua saúde e não fume, cuide da dieta e faça exercícios físicos e conheça os seus números: pressão arterial, glicemia, colesterol”, orienta o filme com conteúdo fornecido pelo Departamento de Cardiologia da Mulher da SBC.

“Precisamos focar em uma campanha exclusivamente para as mulheres por que as manifestações das doenças cardiovasculares não são exatamente iguais nos dois sexos. Um dos motivos são os hormônios”, explica Marildes. Acredita-se que a mulher tenha uma “proteção natural” pelos estrógenos, que diminuem muito após a menopausa, ocasião onde há aumento da incidência das doenças cardiovasculares. Já nas mais jovens, a associação cigarro + anticoncepcional acaba com essa proteção, o que iguala o organismo feminino ao masculino em termos de risco cardiovascular. Os sintomas do infarto em mulheres são, em muitos casos, diferentes da clássica dor no peito relatada por homens, como náuseas, vômitos, dor nas costas e no pescoço, falta de ar e indigestão. “O tipo de dor na mulher se assemelha mais a uma queimação no peito, com falta de ar, náuseas, mal estar, sensação de morte. Nas idosas pode ocorrer também um aperto forte no peito, com irradiação para o braço esquerdo e sudorese, como acontece com os homens”, completa a presidente do Departamento de Cardiologia da Mulher.  


Autor: Redação
Fonte: DOC PRESS Comunicação

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602