.
 
 
Hospital Moinhos de Vento inicia vacinação de colaboradores contra a COVID - 19
 
Notícias
 
     
   

Tamanho da fonte:


20/01/2021

Hospital Moinhos de Vento inicia vacinação de colaboradores contra a COVID - 19

Instituição foi a primeira a receber pacientes infectados pelo coronavírus em março do ano passado e atendeu 7 mil casos da doença

Sete profissionais que estão na linha de frente no atendimento de pacientes com COVID-19 receberam a primeira dose da vacina contra o vírus, às 17 horas desta quarta-feira (20). Dois médicos, uma enfermeira, duas técnicas de enfermagem, uma fisioterapeuta e uma colaboradora da área da hospedagem representaram os colegas do Centro de Terapia Intensiva Adulto, das emergências Adulto e Pediátrica, e da Unidade de Internação Adulto no ato que marcou o início da imunização no Hospital Moinhos de Vento. O momento emocionou os colaboradores que há 10 meses atuam no combate à doença.
 
Quem deu a largada para a vacinação foi o superintendente médico, Luiz Antonio Nasi. Ele destacou o trabalho e a dedicação dos colaboradores na linha de frente. “Se no enfrentamento desta pandemia, sem precedentes na história recente, e lutando contra uma doença desconhecida e traiçoeira, tivemos índices de recuperação acima de 85%, foi pelo empenho e qualidade dos nossos profissionais. E agora, enfim, temos uma vacina e esperança para renovar as energias das nossas equipes para continuar a nossa missão de cuidar de vidas”, destacou. 
 
Entre os primeiros colaboradores vacinados estava a atendente de hotelaria Claudia Maciel da Silva. Responsável pela higienização das áreas que recebem os pacientes com COVID-19, ela conta que, nesses 10 meses trabalhando na linha de frente, foi preciso reaprender rotinas e protocolos. Mesmo com medo, conversou com a família e fez questão de atuar na linha de frente. Hoje voltou pra casa com um sentimento diferente. “A palavra que define esse momento é esperança. Eu desejo que todo mundo seja imunizado e que todas as pessoas sintam essa emoção que estou sentindo, para que a gente possa retomar uma vida normal com a certeza de dias melhores”, afirmou emocionada.
 
Até sexta-feira (22), o hospital irá aplicar as 850 doses da CoronaVac enviadas pelo Ministério da Saúde nesta primeira remessa. Todas já estão destinadas aos profissionais das áreas que atendem pacientes com COVID-19. Também serão imunizados os colaboradores que estão vacinando os colegas. A segunda dose será aplicada nas próximas semanas, respeitando o intervalo de 14 dias.
 
Cuidando de quem cuida
 
A médica do trabalho do Hospital Moinhos de Vento, Carla von Muhlen, ressalta que a vacina é uma vitória da ciência e da humanidade contra o vírus. “É muito emocionante participar deste momento histórico que estamos vivendo. Principalmente porque nos preocupamos muito em cuidar de quem está na linha de frente cuidando dos pacientes e familiares. Então, com a vacina, a gente consegue proteger os nossos colaboradores que estão mais expostos e, ao mesmo tempo, garantir o melhor atendimento à população”, 
 
A enfermeira do CTI Adulto, Shirley Belan de Sousa, já planeja ver os familiares que ela não pode visitar há quase um ano. “Quero ir pra casa sem medo de contaminar meu esposo, usar o elevador sem medo de contaminar meus vizinhos, poder conviver com amigos. Tudo o que vai acontecer a partir de agora traz esperança de dias melhores. E que logo a gente possa ter a certeza de que não vamos ter mais que acalentar familiares que perderam pais, mães, filhos para esta doença”, conclui emocionada. 
 
Os primeiros vacinados
 
Magda Carvalho Becker - médica da Emergência Adulto 
José Herve Diel Barth - médico do CTI Adulto
Shirley Belan de Sousa – enfermeira do CTI Adulto  
Raquel Silveira da Silva – técnica de enfermagem da Emergência Adulto
Camila Oppelt Garcia – técnica de enfermagem Unidade de Internação
Claudia Maciel – profissional da área de hospedagem 
Cíntia Dias Barros – fisioterapeuta 
 
Fase 1 
 
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a vacinação será realizada em quatro etapas. Nesta primeira fase, apenas profissionais da saúde da linha de frente, idosos que vivem em instituições de longa permanência, idosos acima dos 75 anos, indígenas e quilombolas serão imunizados. 
 
As próximas etapas dependem das orientações do governo federal, conforme o Plano Nacional de Vacinação. Ainda não existem vacinas disponíveis para que hospitais e clínicas ofereçam a imunização ao público externo.

Autor: Redação
Fonte: Moinhos / Critério
Autor da Foto: Leonardo Lenskij

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - cj 1101- Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: mappel@sissaude.com.br. (51) 2160-6581