.
 
 
Dieta da fertilidade
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


12/12/2008

Dieta da fertilidade

Existem alguns alimentos que podem aumentar - ou diminuir - chances de engravidar

A Sociedade de Medicina Reprodutiva Americana (ASRM) divulgou recentemente uma pesquisa, em que foi comprovado que uma alimentação saudável, com legumes, verduras e frutas pode aumentar consideravelmente a fertilidade masculina. O estudo comprova uma outra vertente médica, adotada pelas mulheres há algum tempo, que aposta em uma dieta balanceada para elevar as chances de gravidez. Ou seja, para quem está sonhando em ter um bebê, existem alguns alimentos que podem ajudar.

Nesse menu da fertilidade, estão alguns itens fundamentais, entre eles, comidas que contém ácido fólico (espinafre e feijão), zinco (germe de trigo e carne vermelha), vitaminas B6 (banana e frango), B12 (fígado e atum enlatado) e C (frutas cítricas), além de opções ricas em boro (soja, maçã, pêra e nozes).

"Alguns alimentos são realmente benéficos nesse sentido. Foi comprovado que o ácido fólico, por exemplo, auxilia na formação de tubo neural do embrião e na placentação (implantação da placenta no útero), que evita possíveis abortos no começo da gravidez", diz a ginecologista Denise Coimbra, especialista em reprodução humana.

Longe da balada

Você já pensou que aquela dose de caipirinha no churrasco pode prejudicar os seus planos de ser mãe? Embora os especialistas afirmem que alimentos gordurosos e bebidas não impedem uma possível gestação, eles podem ser bastante prejudiciais (tanto para a saúde, como para a fertilidade). Os avisos são redobrados para aquelas que não conseguem ficar sem um copo na mão.

"O álcool, por si só, já é um grande inimigo da saúde e dificulta a fecundação por ser tóxico para o aparelho reprodutor, além de desregular o ciclo menstrual. Acima de duas doses nos fins de semana (caipirinha, vinho, cerveja ou vodca, por exemplo), já é considerado prejudicial", diz Sylvana Braga, médica ortomolecular e nutrologista.

Mudança de hábitos

Além da alimentação, também é necessário adaptar alguns costumes - leia-se café e cigarros. Tentar engravidar é (mais) um bom motivo para maneirar nos expressos e parar de fumar. Para se ter uma idéia, o consumo de mais de uma xícara de café por dia reduz pela metade a probabilidade de gravidez.

Já o tabagismo, além dos seus males conhecidos, pode prejudicar a vascularização, que compromete o nível de fertilidade da mulher. O ideal é trocar o cigarro por uma corrida matinal, ou por qualquer outro esporte, como explica Denise. "Para as mulheres que desejam ter um filho, é importante não fumar e fazer exercícios físicos regulares, que ajudam a prevenir doenças hipertensivas da gestação e a manter o peso, facilitando uma gravidez natural".


Autor: André Carbone
Fonte: Guia da Semana

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602