.
 
 
Reunião do Grupo Paritário das entidades médico-hospitalares
 
Destaques
 
     
   

Tamanho da fonte:


29/06/2009

Reunião do Grupo Paritário das entidades médico-hospitalares

Federação dos Hospitais do RS discute reajustes

Realizou-se na última quinta-feira (25/06) nova reunião do Grupo Paritário das entidades médico-hospitalares com o IPERGS, tratando dos reajustes previstos na chamada “janela de março”.

Iniciando a reunião o diretor médico Dr. Cláudio Ribeiro informou que os reajustes concedidos – e a serem concedidos agora – no biênio 2008/2009 têm um impacto total de 140 milhões de reais/ano, o que considerou ser o mais expressivo conjunto de reajustes aos prestadores de serviços na história do IPERGS. Em adendo explicou que, na sua opinião, a redução significativa dos prazos de pagamentos (de 120 dias para, em média 45 dias) comprovam o acerto da atual política médico-assistencial do órgãoe beneficia os prestadores.
 
A seguir, juntamente com o assessor Paulo Leal, passou a expor os pontos consensuados que correspondem a cerca de 95% de acordo entre os membros do Grupo Paritário e do IPERGS. As principais definições são:
 
a)      o impacto global dos reajustes a serem concedidos agora significam 66 milhões de reais/ano ou, 5,5 milhões de reais/mês;
 
b)      aumento do limite de consultas médicas, em consultório, em até 50%, durante os próximos meses de julho, agosto e setembro (válido por 3 meses). Esta sistemática vige para os médicos que adotarem o PINPAD os quais também passarão a receber 2 vezes ao mês, nos dias 10 e 25 de cada mês;
 
c)       os reajustes, na Tabela de Honorários Profissionais, dos serviços de diagnose serão de:
          Grupo 20    CARDIOLOGIA                                                                                40%
          Grupo 21    ELETROENCEFALOGRAFIA E NEUROFISIOLOGIA               40%
          Grupo 24    ENDOSCOPIA PERORAL                                                             40%
          Grupo 25    MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO                                          40%
          Grupo 26    GENÉTICA                                                                                       40%
          Grupo 27    HEMOTERAPIA                                                                               27,27%
          Grupo 28    PATOLOGIA CLÍNICA                                                                    13,21%
          Grupo 29    TISIOPNEUMOLOGIA                                                                    40%
          Grupo 30    QUIMIOTERAPIA                                                                             27,27%
          Grupo 31    MEDICINA NUCLEAR                                                                   40%
          Grupo 32    RADIODIAGNÓSTICO                                                                   16,67%
          Grupo 33    ULTRASSONOGRAFIA                                                                  5%
          Grupo 34    TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA                                        10%
          Grupo 35    RADIOTERAPIA                                                                              27,27%
          Grupo 36    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA                                                      10%
          Grupo 40    HEMODINÂMICA                                                                             40%
          Grupo 43    CIRURGIA APARELHO DIGESTIVO                                            40%
          Grupo 45    GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA                                                  40%
          Grupo 50    OFTALMOLOGIA                                                                              40%
          Grupo 51    OTORRINOLARINGOLOGIA                                                         40%
          Grupo 56    UROLOGIA                                                                                       40%
 
As diferenças de percentuais de remuneração devem-se a compensação de reajustes concedidos no período de 1993 a 2008. Assim, receberão 40% os serviços/procedimentos que não foram reajustados nos últimos 15 anos.
 
d)      Receberam tratamento diferenciado:
A.       Grupo 15    NEFROLOGIA E HEMODIÁLISE CRÔNICA cujos valores, por sessão, passam de R$ 22,59 para R$ 80,00 por sessão (80% da CBHPM 4ª edição);
B.       Grupo 22    o procedimento ELETROCONVULSOTERAPIA passa de R$ 3,59 para R$ 80,00 (80% da CBHPM 4ª edição);
C.       Grupo 00    CONSULTAS E TAXAS de Exame Médico Pericial que serão reajustados de R$ 42,50 para R$ 80,00.
 
e)      Diárias de CTI, reajuste de 10% e diárias de psiquiatria reajuste de 30%;
 
f)       Taxas e serviços hospitalares, inclusive na tabela de pronto atendimento terão reajuste de 10%;
 
g)      Para os atendimentos de urgência e emergência, nos serviços de pronto atendimento, ocorre majoração de 30% para os atendimentos realizados entre 19 horas e 7 horas (horário noturno) e em todos os horários de sábados, domingos e feriados nacionais e estaduais, incidindo sobre honorários médicos, consultas e exames, desde que as instituições utilizem-se do PINPAD.
 
h)      Os reajustes passam a vigorar:
JUNHO 2009
A.       Será atualizada a tabela de materiais vinculada ao Brasíndice eletrônico;
B.       Serão implantadas regras de pré-auditoria para evitar glosas por diferenças de tabelas, codificação de honorários, materiais, diárias e outras despesas.
 
JULHO 2009
A.       Serão revisados os valores dos honorários de diagnose não reajustados no período de 1993 a 2008;
B.       Será concedido o adicional do pronto atendimento;
C.       Serão revisados os valores dos materiais utilizados no pronto atendimento;
D.       Serão incluídos nas tabelas próprias os materiais indenizáveis, órteses e próteses.
 
AGOSTO 2009
A.       Serão revisados os valores dos honorários de diagnose que tiveram algum reajuste no período de 1993 a 2008;
B.       Serão incluídos na Tabela de Honorários Profissionais (THP) novos procedimentos, conforme demanda do Grupo Paritário;
C.       Serão revisados os valores das diárias de CTI e Psiquiatria;
D.       Serão revisados os valores das taxas e serviços.
 
i)        Ainda restam indefinições, que exigirá uma última reunião quanto a 2 temas:
          Reajuste do Grupo 23 ENDOSCOPIA
          Necessidade dos serviços que receberam reajustes adotarem obrigatoriamente o PINPAD.

 


Autor: Diretoria da Fehosul
Fonte: FEHOSUL Notícias

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602