.
 
 
De olho na qualidade dos portais de saúde
 
Destaques
 
     
   

Tamanho da fonte:


24/02/2010

De olho na qualidade dos portais de saúde

Novo laboratório da Fiocruz pretende criar mecanismos para avaliar a confiabilidade da informação disponível em páginas da internet relacionadas à área médica

A popularização da internet tem provocado mudanças na maneira como as pessoas se informam sobre saúde. Se antes a palavra final era do médico, agora os pacientes buscam conhecimento na rede antes mesmo de ir ao consultório. O surgimento desse tipo de internauta, chamado paciente-expert, fez com que a Escola Nacional de Saúde Pública, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), criasse um laboratório para avaliar a qualidade do conteúdo dos portais relacionados à área de saúde.

Saúde é um dos assuntos mais pesquisados na rede. Um estudo da Universidade de Plymouth, na Inglaterra, revela que dos 278 milhões de acessos diários a páginas de busca na internet no mundo, mais de 12 milhões referem-se ao tema. Mas como saber qual página é confiável? Para responder a essa pergunta, os pesquisadores do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade (Laiss) pretendem criar critérios de avaliação para esses portais. Três aspectos fundamentais serão observados: a legitimidade do conteúdo, a navegabilidade da página e a legibilidade.

Usuários e especialistas serão convidados a avaliar cada um desses aspectos. O conteúdo dos portais será avaliado por especialistas da área de saúde da própria Fiocruz e de outras instituições; a navegabilidade (ou facilidade de uso) será analisada por web designers (profissionais responsáveis pela estrutura e pela aparência das páginas de internet).

Para julgar a clareza das informações apresentadas, ou seja, a legibilidade dos portais, o laboratório vai recorrer à avaliação dos pacientes do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria, unidade da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz que atende à população do complexo de Manguinhos, localizado no entorno da instituição.

O objetivo do Laboratório é convidar esses usuários a avaliar de maneira crítica as informações sobre saúde disponíveis na internet. “Esse é o grande diferencial do nosso projeto”, destaca André Faria Pereira Neto, membro da coordenação do Laiss. “Entramos em contato com pesquisadores estrangeiros que avaliam portais de saúde e poucos levam em consideração a legibilidade do usuário”, ressalta. Para permitir o completo desenvolvimento do Laboratório, foi firmada parceria com o Comitê para Democratização da Informática (CDI), ONG com grande experiência em inclusão digital de populações de baixa renda no Brasil e no exterior.

Selo de qualidade

O Laiss vai criar uma lista de páginas de internet sobre saúde confiáveis. Esses portais receberão um selo de qualidade da Fiocruz. Os pesquisadores pretendem também que o Laboratório sirva como centro de reflexão e produção de conhecimento sobre a relação entre internet, usuários do sistema de saúde e profissionais da área.

Pereira Neto argumenta que o dilúvio de informações disponíveis na internet interfere na relação do paciente com sua doença, seu corpo e seu médico. “Se por vezes essas informações podem estimular o autocuidado, também podem atrapalhar um tratamento, induzir à automedicação e até matar um paciente. Por isso, é tão importante analisar a qualidade da informação presente nesses portais.”

Embora o foco do Laiss esteja nos pacientes do Sistema Único de Saúde usuários da internet, Pereira Neto ressalta a importância de orientar também os profissionais da área. “Os médicos utilizam a internet para se atualizar e também necessitam de uma lista confiável de páginas especializadas”, complementa.


Autor: Sofua Moutinho
Fonte: Ciência Hoje online

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - cj 1101- Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: mappel@sissaude.com.br. (51) 2160-6581