.
 
 
Emergências médicas: quando cada minuto vale uma vida
 
Saúde RS
 
     
   

Tamanho da fonte:


09/09/2010

Emergências médicas: quando cada minuto vale uma vida

A Ecco-Salva, empresa certificada pela American Heart Association, orienta a população sobre a temática

Um dos temas mais importantes no atendimento de pessoas que sofreram algum tipo de acidente está relacionado ao intervalo de tempo entre o ocorrido e o atendimento hospitalar. O chamado atendimento pré-hospitalar adquire, então, o status de uma questão de saúde pública, uma vez que através da educação e conscientização das pessoas sobre esse tema pode contribuir para a redução drástica de óbitos relacionados às situações de emergência.

Para se ter uma dimensão do problema, basta analisar os dados da American Heart Association. Os números apontam que, mesmo nos Estados Unidos, onde mais de 98% das pessoas sabem a utilidade de um desfibrilador externo automático e cerca de 80% sabem que atitudes tomar ante uma emergência, uma média de 60% de mortes por problemas cardíacos inesperados ocorre sem que a pessoa consiga chegar, com vida, ao hospital.

Estatísticas

A equipe de profissionais da Ecco-Salva Emergências Médicas, credenciada para atendimento de urgência em casos de acidentes cardíacos e demais emergências, faz um alerta à população: uma a cada seis mortes no Brasil são causadas por doenças do coração ou coronarianas, sendo a maior causa de morte em homens e mulheres.

A cada 40 segundos, um brasileiro sofre um problema nas coronárias ou no coração, e cada 3 minutos duas pessoas morrem por esse motivo. A idade média das vítimas de ataque cardíaco é de 64 anos (homens) e 70 anos (mulheres). A partir dos 40 anos, 18% dos homens e 23% das mulheres morrem no período de até um ano a partir de sofrer o primeiro ataque cardíaco.

Correr contra o tempo

Outro alerta que a equipe de profissionais da Ecco-Salva Emergências Médicas dá é que em uma emergência médica é preciso chegar rápido e atender no local. Na maioria dos casos não dá tempo para remover o paciente e atender só ao chegar ao Hospital. Por outro lado, quase a totalidade das emergências e das urgências é resolvida sem seqüelas posteriores para o paciente, desde que sejam atendidas rapidamente, minutos após a sua primeira manifestação.

 


Autor: SIS.Saúde
Fonte: SIS.Saúde

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - cj 1101- Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: mappel@sissaude.com.br. (51) 2160-6581