Imprimir
 

Boa capacitação e apoio psicológico são fundamentais para cuidar de pessoas mais velhas

Há um ano e cinco meses, a administradora de empresas Cibele da Costa, 55 anos, dedica seu tempo para cuidar da mãe que sofre de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Porém, com a evolução de sua condição de saúde, ela precisou de conhecimentos mais específicos, como o manuseio de equipamentos hospitalares, e optou por fazer um curso de cuidador de idosos. “Eu já cuidava de mamãe há algum tempo, mas senti que precisava entender melhor meu papel como cuidadora”, afirmou Cibele.

Cibele não é a única buscando essa capacitação. Segundo dados do Ministério do Trabalho, em 2017, o número de profissionais da área saltou de 5.263 para 34.051. E o mercado possui potencial de expansão, visto que a previsão do IBGE é de que o número de idosos chegará a 38,5 milhões (17,4% do total de habitantes) em dez anos.

Atenta a esse cenário e tendo a promoção da saúde na terceira idade como um dos principais pilares de seu negócio, há cinco anos a Central Nacional Unimed oferece cursos gratuitos para a formação de cuidadores nas cidades de São Paulo e Salvador, e no Distrito Federal. Este ano, a cooperativa firmou uma parceria com o Senac, para ampliar a estrutura física do curso e levá-lo para mais localidades.

Em Porto Alegre, as inscrições para uma nova turma estão abertas e as aulas terão início em 05 de outubro. “O curso se insere no programa Unimed Ativa, que tem como principal objetivo garantir mais qualidade de vida na velhice. Foi um caminho para oferecer cuidadores bem capacitados para lidar com as mais diversas demandas de seus pacientes”, afirma Kátia Okumura, superintendente de Comunicação, Eventos e Sustentabilidade da cooperativa.

Com o curso, Cibele teve contato tanto com informações mais básicas e rotineiras, como cuidados com a higiene e dieta do paciente, quanto com as doenças mais comuns que acometem os idosos. Foi assim que desconfiou que a confusão mental da mãe podia ser algo mais grave. E realmente era, uma vez que ela sofria com retenção de CO2. 

Para Cibele, o curso não contribui somente para a capacitação profissional, sendo interessante para qualquer pessoa, principalmente aquelas que possuem algum familiar que necessite desse tipo de assistência, “um dos maiores benefícios das aulas foi ganhar mais segurança para entender se os procedimentos realizados pelas enfermeiras do home care estavam corretos” completou a Cibele. 

Cuidando de Quem Cuida - Outro fator que merece atenção é o nível de sobrecarga e stress dos cuidadores, especialmente aqueles que exercem a função informalmente, ou seja, sem remuneração, como o caso de Cibele que cuida de sua mãe. Segundo pesquisas de Matthew A. Anderson, professor de sociologia da Universidade Baylor (EUA), cerca de 40% dos cuidadores informais estudados destinavam 10 horas de seu dia para cuidar de idosos. Além disso, mais de metade relatou que essa responsabilidade impactava de forma moderada ou grave sua rotina, muitos têm que pedir licenças no trabalho para poder se dedicar integralmente ao papel de cuidador, por exemplo. 

“O cuidado com o idoso vai muito além do atendimento médico propriamente dito. Temos que levar em consideração uma série de fatores. A dinâmica familiar e o bem-estar do cuidador são alguns deles”, afirma Abrão Nohra, diretor de Atenção à Saúde da Central Nacional Unimed.

Locais do curso

Além de Porto Alegre, os cursos são realizados em Belo Horizonte, Fortaleza, Rio de Janeiro, Curitiba, Cascavel, Ijuí, Goiânia, Curvelo, Salvador, Itabuna, Ilhéus, Feira de Santana, São Luís, Vitória e São Paulo.

Os conteúdos são técnicos, com a qualidade e credibilidade dos cursos do Senac. O curso oferece também a vivência com a interação de idosos e seus familiares. A carga horária é 80 horas aula, dividida em 20 horas de aula presencial (três aulas) e 60 horas em EAD. A duração é de oito semanas ao todo. A parceria entre a Central Nacional Unimed e o Senac nos possibilitou ampliar a oferta para mais cidades e oferecer uma excelente estrutura física para os alunos. As primeiras turmas começaram em março e até julho de 2019, cerca de 334 profissionais concluíram o curso.

Os interessados podem ser inscrever no curso pelo link: https://www.centralnacionalunimed.com.br/unimedativa

Fique atento às próximas datas:

Cidade

Início das aulas

Inscrições

São Paulo

21/09/2019

23/08 a 13/09

05/10/2019

13/09 a 27/09

 

Salvador

28/09/2019

30/08 a 20/09

 

São Luís

19/10/2019

20/09 a 11/10

 

Feira de Santana

14/09/2019

13/09 a 27/09

 

Vitória

19/10/2019

13/09 a 27/09

 

Belo Horizonte

28/09/2019

23/08 a 14/09

 

Porto Alegre

05/10/2019

06/09 a 27/09

 

Curitiba

19/10/2019

20/09 a 11/10

 

Fortaleza

26/10/2019

27/09 a 18/10

 

Rio de Janeiro

26/10/2019

27/09 a 18/10

 

Goiânia

26/10/2019

27/09 a 18/10

 

Cachoeiro do Itapemirim

05/10/2019

14/09 a 27/09

 

Ijuí - RS

05/10/2019

30/08 a 27/09

 

Sobre a Central Nacional Unimed

A Central Nacional Unimed é a operadora nacional dos planos de saúde empresariais da marca Unimed. Sua carteira de clientes é composta por cerca de 1,7 milhão de clientes de grandes corporações brasileiras. Também trabalha com PME e foco regional em Salvador, São Luís, Brasília e São Paulo. Em 2018, a Central Nacional Unimed registrou receita de R$ 5,6 bilhões (+9,3% em relação a 2017). É considerada uma das melhores empresas para se trabalhar e uma das melhores para se iniciar a carreira. Faz parte do Sistema Unimed, composto por 345 cooperativas médicas presentes em todo o território nacional, que compartilham os valores do cooperativismo e o trabalho para valorização dos médicos e da medicina.

Atualmente, o Sistema Unimed é líder no mercado nacional de planos de saúde, com 37% de market share, 17 milhões de beneficiários e presença em 84% do território nacional. São 4,6 mil municípios atendidos, 115 mil médicos cooperados e a 2ª maior rede hospitalar no país. Em 2018, as cooperativas Unimed geraram receita de R$ 63,1 bilhões com a operação de planos de saúde. 


Autor: Redação
Fonte: Central Nacional Unimed

Imprimir